O JÚBILO 2

Fevereiro 22 2009

 

 

 

 

 

 

 

 

Desde o princípio percebemos, como leiga, que o Senhor quando escolhe alguém, mesmo que este se perca por outros caminhos, mas, de uma maneira ou de outra virá aos pés do Senhor. Costumamos usar um adágio popular que diz: “Quando não vai pelo amor, vai pela dor”. Indiscutivelmente constatamos que este adágio fundamenta-se no chamado de Deus àquele escolhido por Ele.

 

A Bíblia nos relata fatos históricos que comprovam, com exatidão, este pensamento conclusivo.  A priori conhecemos o homem formado por Deus. Ele o formou como a Sua imagem e semelhança, concedendo-lhe o sopro de vida e atribuindo-lhe poderes de domínio e livre arbítrio. O homem decidiu por si próprio, desviar-se dos caminhos do Senhor. Entretanto, Deus não desistiu do Seu escolhido. Simplesmente o expulsou do Jardim do Éden e da  convivência Divinal, porém, permitiu que o homem prosseguisse com sua vida normalmente e o mais importante: OLHANDO E CUIDANDO  SEMPRE  DELE.

 

Em seguida há os relatos de:  Abel, Sete, Enos, Enoque, Noé, Abraão, Isaque, Jacó, José, Moisés, Josué, Rute, Samuel, Davi... Os discípulos de Jesus, Estevão, Paulo e Timóteo... Se observarmos atenciosamente, as suas histórias de vida, concluiremos que esta escolha tenha sido desde o ventre de suas mães (cf. Sl.139:13).                                                                                          

Seria pretensão incluir-me nesta lista  grandiosa e santa, mas foi necessário este relato bíblico, para que houvesse entendimento e esclarecimento deste testemunho de vida:

 

 

 

 

 

 

 

 

Aos 11 anos de idade fui batizada na PIB de Rio Novo em Ipiaú, estado da Bahia, permanecendo na fé e na comunhão da Igreja até aos 17 anos de idade. Neste ínterim, participei dos trabalhos da Igreja como verdadeira serva do Senhor, ativamente na obra, principalmente no Ministério de Louvor, por possuir uma voz  maravilhosa.

 

Aos 17 anos, excluída da Igreja, não por disciplina, excluída mesmo, expulsa, digamos assim. Para alegria do Diabo fui para o “mundo”. Passei 28 longos anos longe do Senhor, mas sempre com temor. Em qualquer dificuldade, clamava-O e Ele na Sua infinita misericórdia, sempre estava presente, cuidando de mim. Aos 33 anos, já era mãe de dois filhos, separada, optei por servir a outros deuses, buscando o espiritismo como alternativa de vida. Nove anos depois fui acometida por uma enfermidade, a qual passei 1 ano e 8 meses com um fluxo de sangue. Diagnóstico: 5 miomas e 1 cisto no ovário. Resultado: Câncer.

Não operei por mãos humanas e nem fiz tratamento quimioterápico.

 

“Se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, se converter dos seus maus caminhos e buscar a minha face, então ouvirei dos céus, perdoarei seus pecados e sararei a sua terra” IICr 7.14.

 

Em janeiro de 1995 voltei para os braços do PAI, para honra e glória do Seu Nome. Fui convertida e como dádiva, pela Sua infinita misericórdia, fui curada do físico e do espiritual. Louvado seja o Nome do senhor! E este hino, inspirado pelo Espírito Santo, escrito pelo Pastor Manoel Avelino de Sousa, foi um marco em minha vida, porque foi exatamente louvando-o,  que eu tive a maior e melhor experiência com o meu DEUS e SENHOR. Recebi a Plenitude do Espírito Santo e um novo coração transplantado espiritualmente. Amém.

 

Confiemos neste DEUS, puro e verdadeiro e entreguemos nossas vidas a Ele. E não esqueçamos jamais do que no Evangelho de João 15: 16 nos diz: “Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei para que vades e dê frutos...”. Amém.

 

 

O GOZO DA VIDA

 

                              Letra: Manoel Avelino de Sousa

                              Hino do Cantor Cristão nº 335.

 

                          I

Cristo amado, sei que na força do mal

Tu, meu Mestre, sempre serás protetor.

Tu me guardas, dando-me paz divinal;

Eu contigo sempre serei vencedor!

 

                      Coro

 

Cristo, Mestre,

Sei que contigo sou vencedor;

Dá-me graça,

Dá-me do teu poder, Redentor.

 

                         II

 

Que alegria tenho no meu Salvador;

Tenho graça, vida de amor paternal!

Tudo posso, tudo por ti meu Senhor;

Deste mundo sou vencedor afinal!

 

                       III

 

Não duvido, Cristo, meu Mestre, de ti;

Creio em tua rica promessa. Jesus;

Não me deixes, nem me rejeites aqui,

Quero sempre ver tua face de luz!

 

                       IV

 

Oh, que bênção ter a certeza do bem,

Ter na vida paz e perdão do Senhor!

Mui alegre, busco essa pátria de além,

 

Onde reina Cristo Jesus, Rei de amor!

 

 

Testemunho Pessoal:

 

 

publicado por cleudf às 18:28

SANTO! SANTO! SANTO!




Cristo* Mensagens e imagens!


mais sobre mim
pesquisar
 

Map IP Address
Powered byIP2Location.com

[link=http://www.musicas-especiais.com][red]Hino 469 Da Harpa Cristã[/red]
Envie músicas para seus amigos do Orkut!
[/link]
blogs SAPO